Atenção à qualidade do combustível

25 maio, 2018 por

Atenção à qualidade do combustível

Ter um carro exige muitos outros cuidados além de manutenção mecânica. Um assunto que tem feito os brasileiros se atentarem com maior intensidade nos últimos dias é sobre o preço e a qualidade dos combustíveis. Na hora de abastecer, o consumidor deve buscar não só economia, mas a qualidade e certificação do combustível.

Alguns postos podem vender o produto “batizado”, ou seja, que não respeita as especificações da Agência Nacional do Petróleo (ANP). Isso faz com que ao passar do tempo, os veículos que abastecem com estes combustíveis têm a vida útil e o desempenho do motor reduzidos.

Os riscos vão desde o mau funcionamento do carro até a fundição do motor, o que causará grandes prejuízos ao bolso do consumidor. Por isso, a dica da Oficina Déco é de que os motoristas busquem abastecer em postos com bandeiras de confiança. Além disso, observe se o estabelecimento mantem os testes de qualidade à mostra, o que é obrigatório caso o consumidor solicite na hora.

Teste da Proveta
Se suspeitar da qualidade de uma gasolina, motorista pode solicitar que se faça, na hora, o teste da proveta, que mede a porcentagem de etanol anidro misturado à gasolina. O percentual deve ser de 27%.

Teste de volume: Caso suspeite estar levando menos combustível do que comprou, exija que o posto faça o teste na sua frente, usando a medida padrão de 20 litros aferida e lacrada pelo Inmetro. Se o visor da bomba registrar quantidade diferente da que foi adicionada ao recipiente de teste, reclame e denuncie. A diferença máxima permitida é de 100 ml para mais ou para menos.

Teor alcoólico do etanol
O produto deve ter entre 92,5% e 95,4%. Etanol Premium deve ter entre 95,5% e 97,7%. Para este teste, o equipamento é o termodensímetro, que deve estar fixado nas bombas de etanol. Observe o nível indicado pela linha vermelha, que precisa estar no centro do densímetro e não pode estar acima da linha do etanol. Observe também se o etanol está límpido, isento de impurezas e sem coloração alaranjada.

Caso constate uma situação diferente, entre em contato com a ANP pelo Centro de Relações com o Consumidor.

Fonte: G1